Site Autárquico Silves

A 2 de junho ÁLVARO LABORINHO LÚCIO É CONVIDADO DA RÚBRICA “VAMOS FALAR SOBRE JUSTIÇA E ESTADO DE DIREITO”, EM SILVES

A 2 de junho   ÁLVARO LABORINHO LÚCIO É CONVIDADO DA RÚBRICA “VAMOS FALAR SOBRE JUSTIÇA E ESTADO DE DIREITO”, EM SILVES

Biblioteca

18 de maio de 2017

O reconhecido magistrado e juiz conselheiro jubilado do Supremo Tribunal de Justiça, Álvaro Laborinho Lúcio, estará no próximo dia 2 de junho, pelas 21h00, em Silves, onde participará na rúbrica “Vamos falar sobre Justiça e Estado de Direito”. A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Silves, terá lugar na Biblioteca Municipal e contará com a moderação de Ricardo Torrão, diretor do Estabelecimento Prisional local.

Mais informações sobre esta atividade poderão ser recolhidas junto da Biblioteca Municipal de Silves ou através do telefone 282 440 899 ou email biblioteca@cm-silves.pt.

A entrada é livre.

 

+ informação sobre os convidados:

Álvaro Laborinho Lúcio, mestre em Ciências Jurídico-Civilísticas pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e magistrado de carreira, é juiz conselheiro jubilado do Supremo Tribunal de Justiça. Exerceu funções de Secretário de Estado da Administração Judiciária, ministro da Justiça e deputado à Assembleia da República. Ocupou o cargo de ministro da República para a Região Autónoma dos Açores. Com intensa atividade cívica, é membro dirigente de várias associações, entre as quais se destacam a APAV e a CRESCER-SER, das quais é sócio fundador. Com artigos publicados
e inúmeras palestras proferidas sobre temas ligados, entre outros, à justiça, ao direito, à educação, aos direitos humanos e à cidadania em geral, é autor de livros como A Justiça e os Justos, Palácio da Justiça, Educação, Arte e Cidadania, O Julgamento – Uma Narrativa Crítica da Justiça – e, em coautoria, Levante-se o Véu.
Agraciado pelo rei de Espanha com a Grã-Cruz da Ordem de São Raimundo de Peñaforte, e pelo presidente da República Portuguesa com a Grã- Cruz da Ordem de Cristo, é membro da Academia Internacional da Cultura Portuguesa, exercendo, atualmente, as funções de presidente do Conselho Geral da Universidade do Minho.

Ricardo Bruno Guerra Torrão, doutorado em Educação na Sociedade Multicultural pela Universidade de Huelva na especialidade de Educação ao Longo da Vida, Educação Permanente e Formação Ocupacional, grau reconhecido pela Universidade do Algarve, é Diretor do Estabelecimento Prisional de Silves desde 2014.
Exerceu anteriormente as funções de Diretor do Estabelecimento Prisional de Olhão.
Academicamente os seus estudos recaíram sobre a Profissão de Guarda Prisional e os Estabelecimentos Prisionais, quer na sua Tese de Doutoramento quer na sua Tese de Mestrado de especialização em Sociologia da Educação desenvolvida na Universidade do Algarve.
É representante a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) na Equipa Mista de Prevenção da Criminalidade na Região do Algarve, e formador da Divisão de Formação da DGRSP desde 2009.